ALEMS no combate ao Coronavírus

Marçal Filho viabiliza R$ 1 milhão para conclusão de obra de Colônia Paraguaia de Maracaju

Imagem: Marçal Filho e o vereador Laudo Sorrilha na sede da Colônia Paraguaia em Maracaju 
Marçal Filho e o vereador Laudo Sorrilha na sede da Colônia Paraguaia em Maracaju 
16/12/2021 - 11:19 Por: Flávio Verão   Foto:

O deputado estadual Marçal Filho (PSDB) viabilizou recursos de aproximadamente R$ 1,1 milhão para a conclusão da sede da Colônia Paraguaia na cidade de Maracaju. Os recursos são do Governo do Estado e de emenda parlamentar legislativa.

Marçal Filho esteve em Maracaju e conversou com o prefeito Marcos Calderan (PSDB), a secretária de assistência Social, Dirlene Novais, e o vereador Laudo Sorrilha (PSDB), sobre os detalhes da obra que será retomada nas próximas semanas. Até agora foi feito o contrapiso e a cobertura. O investimento foi de R$ 180 mil, do Governo do Estado.

Em contato com o governador Reinaldo Azambuja, Marçal Filho garantiu junto ao Estado mais R$ 919 mil para terminar o salão de eventos. "Vou colocar também mais R$ 150 mil em emenda parlamentar para aquisição de móveis e utensílios, para equipar a sede", disse o deputado ao prefeito Marcos e ao vereador Laudo.

Maracaju tem pouco mais de 50 mil habitantes e a estimativa é que cerca de 16 mil moradores são descendentes de paraguaios. "Temos uma comunidade grande e há 20 anos aguardávamos ter a nossa sede. Agora o nosso sonho está sendo realizado", relata Laudo Sorrilha.

O salão de eventos da Colônia Paraguaia tem 900m²  e o espaço contará com cozinha, escritório, churrasqueira, bar e banheiros. A conclusão da obra será feita com recursos do Governo do Estado. Já a emenda de Marçal Filho será utilizada para compra de ar-condicionado, fogão, freezer, geladeira, entre outras mobílias.

A obra está prevista para ser retomada em janeiro e concluída em abril de 2022. A comunidade paraguaia quer transformar a sede num cartão postal de Maracaju, com realização de eventos para congregar toda a população da cidade.

As matérias no espaço destinado à Assessoria dos Parlamentares são de inteira responsabilidade dos gabinetes dos deputados.