Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

Combatente japonês da II Guerra Mundial recebe Título Honorífico

14/12/2004 - 02:00 Por: Assessoria de Imprensa/ALMS   

<P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt; TEXT-ALIGN: justify" align=justify><SPAN style="FONT-SIZE: 7pt"><FONT face="Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif"><FONT size=2>Nessa segunda-feira, às 20h, durante sessão solene, a Assembléia Legislativa entrega o título de Cidadão Sul-mato-grossense a Hiroo Onoda, atualmente com 82 anos -&nbsp;herói japonês da Segunda Guerra Mundial.<BR>Em Mato Grosso do Sul desde 1975, na Colônia Jamic, em Terenos,&nbsp;Onoda é produtor rural e associativista. O título foi proposto pelo deputado estadual Akira Otsubo e aprovado pelos demais parlamentares.</FONT></FONT></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt; TEXT-ALIGN: justify" align=justify><SPAN style="FONT-SIZE: 7pt"><FONT face="Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif"><FONT size=2>Hiroo Onoda nesceu em Nakai, - província Wakayama, no Japão. Em 1944 graduou-se oficial do Exército japonês, como tenente, passando a integrar e cumprir treinamento especial para oficialato de elite. Em 1945, combatendo na II Guerra Mundial, tenente Onoda, mais três auxiliares, um soldado e um cabo - apesar de terem tido conhecimento de constantes avisos nas mensagens publicadas em folhetos, com os dizeres “Desçam das montanhas, a guerra acabou em 15 de agosto de 1945,” permaneceram incrédulos nas selvas filipinas por mais 30 anos - com receio de sucumbir à estratégia inimiga para vencer a guerra.<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" /><o:p></o:p></FONT></FONT></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt; TEXT-ALIGN: justify" align=justify><SPAN style="FONT-SIZE: 7pt"><FONT face="Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif"><FONT size=2>Durante os anos de 1974 e 1975, Hiroo Onoda escreveu e editou o livro “Os 30 Anos de Minha Guerra”, distribuído também no Brasil. No mesmo ano de 1975, Onoda especializou-se no conhecimento e exploração da técnica agropecuária. Com recursos auferidos através dos direitos autorais do livro, adquire 1200 hectares na região de Várgea Alegre, na produção com rebanho de 1800 cabeças. <o:p></o:p></FONT></FONT></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt; TEXT-ALIGN: justify" align=justify><SPAN style="FONT-SIZE: 7pt"><FONT face="Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif"><FONT size=2>Em 1978 ajudou a fundar a associação Nipo-Brasileira, sendo escolhido primeiro o presidente, onde cumpre cargo por quatro mandatos consecutivos. <o:p></o:p></FONT></FONT></SPAN></P><P align=justify><SPAN style="FONT-SIZE: 7pt; FONT-FAMILY: 'Bitstream Vera Serif'; mso-fareast-font-family: 'Bitstream Vera Sans'; mso-bidi-font-family: 'Times New Roman'; mso-ansi-language: PT-BR; mso-bidi-language: AR-SA"><FONT face="Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif" size=2>Em 1982, preocupado com a formação escolar educacional dos filhos de imigrantes japoneses na região, Onoda constrói “Casa de Estudantes” localizada próxima ao Horto Florestal em Campo Grande. Atualmente Onoda é casado com Mathiê Onoda.</FONT></SPAN></P>
Permitida a reprodução do texto, desde que contenha a assinatura Agência ALEMS.