Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul
ALEMS no combate ao Coronavírus

Projeto social une acessibilidade, mobilidade e ressocialização

Imagem: Conforme Edinaldo, os cães inseridos no projeto será utilizados como guias.
Conforme Edinaldo, os cães inseridos no projeto será utilizados como guias.
05/09/2013 - 11:53 Por: Heloíse Gimenes    Foto: Giuliano Lopes

Unir acessibilidade, mobilidade e ressocialização é o objetivo central do Projeto Novo Olhar. Nesta quinta-feira (5/9), o militar Edinaldo Souza Neves dos Santos esteve na Assembleia Legislativa para solicitar o apoio dos deputados estaduais na implementação do projeto em Mato Grosso do Sul.

O projeto irá atender as internas do estabelecimento penal feminino e as crianças e adolescentes atendidos pela Apae (Associação de Pais e Amigos de Crianças Excepcionais). Segundo Edinaldo, a ideia é educar as detentas sobre adestramento de cães, noções de veterinária e zootecnia.
“Os benefícios para as detentas são vários, como a terapia ocupacional e integração social. Mas, acima de tudo, elas aprenderão uma profissão”, explicou.

O projeto prevê a criação de um centro de treinamento e adestramento de cães no estabelecimento penal. “Esses cães serão utilizados na cinoterapia, que é uma importante ferramenta nos processos de aprendizagem de crianças e jovens especiais. Além disso, serão usados como cães guia. No Brasil há mais de um milhão de deficientes visuais e cerca de 90 cães guia. Esse número reduzido de cães guia demonstra a dificuldade que existe para conseguir um animal treinado”, afirmou.
Permitida a reprodução do texto, desde que contenha a assinatura Agência ALEMS.
Crédito obrigatório para as fotografias, no formato Nome do fotógrafo/ALEMS.