ALEMS no combate ao Coronavírus

“Toda a sociedade deve se envolver no combate à depressão”, defende Marçal Filho

Imagem: Deputado Marçal Filho reforçou a necessidade de elaborar políticas públicas para fortalecer a saúde mental
Deputado Marçal Filho reforçou a necessidade de elaborar políticas públicas para fortalecer a saúde mental
06/08/2019 - 11:48 Por: Christiane Mesquita   Foto: Luciana Nassar

O deputado estadual Marçal Filho (PSDB) utilizou a tribuna da Casa de Leis nesta manhã (6) para falar sobre a depressão, grave doença mental que atinge todas as faixas etárias e classes sociais. “Um assunto abordado recentemente por um site de Campo Grande trouxe o relato de alunos, amigos de um menino que cometeu o suicídio no dia 28 de julho, e de sua mãe. Pretendo lançar a Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio, com o início das reuniões e realização de audiência pública com a presença de assistentes sociais e psicólogos para implementar uma política de atendimento nas escolas de Mato Grosso do Sul”, divulgou.

“Os números de suicídio em Mato Grosso do Sul são altos, não só entre jovens e adolescentes, por isso é necessário que um suporte maior seja dado nas escolas, além do envolvimento de toda a sociedade para abranger todas as faixas etárias. Os dados apontados na matéria, originados da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) apontam que entre as tentativas de suicídio registradas, de 91 casos, 84 eram meninas, e 7 eram meninos. É maioria também o número de jovens do gênero feminino de 15 a 19 anos”, destacou o deputado estadual Marçal Filho.

Marçal Filho informou que a Frente Parlamentar já foi instituída e publicada no Diário Oficial Eletrônico da Casa de Leis e um de seus objetivos é defender o fortalecimento das políticas públicas em defesa da saúde mental, visando ao combate à depressão e ao suicídio no Estado. “A depressão, infelizmente, é uma doença silenciosa, muitas vezes não detectada, que acaba levando à morte, além dos outros transtornos e doenças mentais. Quem passa por isso geralmente é incompreendido, até pela família. Só quem já sofreu esse transtorno é que sabe como é, ou mesmo os profissionais de saúde, psicólogos e psiquiatras, que entendem bem deste quadro”, registrou o deputado estadual Marçal Filho.

Agosto Lilás

O deputado Marçal Filho também falou sobre a importância da realização deste mês de enfrentamento à violência contra as mulheres, o Agosto Lilás. “O assunto está sempre em alta devido, infelizmente, ao alto número de casos registrados de tentativas de homicídios e agressões no Estado. Sou o coordenador da Frente Parlamentar em Defesa da Mulher nesta Casa de Leis, que tem o objetivo de implementar ferramentas para o fortalecimento das políticas e direitos das mulheres no Estado”, afirmou o parlamentar.

O Agosto Lilás celebra os 13 anos de implementação da Lei Federal 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha. É uma realização do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, com o objetivo de sensibilizar a sociedade sobre a violência doméstica e familiar contra a mulher, divulgar a Lei Maria da Penha, avaliar sua efetiva implementação e promover a discussão sobre os avanços e desafios desta lei.

Dourados

Marçal Filho também comentou dois assuntos que envolvem o município de Dourados. “Os dados da violência no País demonstram que o Estado com a maior capacidade de esclarecimento de crimes de homicídios no Brasil é Mato Grosso do Sul. Entretanto, a violência existente na cidade de Dourados ainda é grande, com uma das maiores taxas de homicídio, devido aos casos na Reserva Indígena e no Presídio Estadual, por conta das facções criminais presentes. Solicitei hoje à Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), que aumente o número de efetivo de Policiais Militares em Dourados para coibir a violência”, informou.


Professor Rinaldo enalteceu trabalho da Sejusp em MS

Em aparte, o deputado estadual Professor Rinaldo (PSDB) enalteceu o trabalho da Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Estado. “A maior elucidação de crimes no Brasil, mesmo estando próximos a dois países que, inevitavelmente, por sua fronteira seca, são a rota do tráfico de armas e drogas, consequentemente, uma das fontes de aumento da violência em Mato Grosso do Sul, e no País. Espero que tenhamos um trabalho de prevenção em Dourados e todos os outros municípios, com os jovens e crianças envolvidos em projetos sociais no contraturno, formando então cidadãos conscientes”, assegurou o parlamentar.

O deputado Marçal Filho também mencionou a situação caótica da Avenida Coronel Ponciano, devido a mortes e acidentes ocorridos em seu trajeto. “Já foram registrados, só neste ano, 29 óbitos por acidente de trânsito em Dourados. Hoje, então, é a avenida mais famosa do município por esses números. Estive com o prefeito de Maracaju, que com pouco orçamento conseguiu construir um viaduto. Acredito que a solução para a administração de Dourados para esta via é solicitar uma parceria, poderia ser inclusive a Parceria Público-Privada”, destacou.

Permitida a reprodução do texto, desde que contenha a assinatura Agência ALEMS.
Crédito obrigatório para as fotografias, no formato Nome do fotógrafo/ALEMS.