Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

Luta antiga de Felipe, pavimentação da BR-419 já é realidade em Rio Verde

Imagem:
26/09/2019 - 17:00 Por: Thiago Gonçalves e João Prestes   Foto: Thiago Gonçalves

O deputado estadual Felipe Orro usou da tribuna na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (26) para comunicar visita técnica que fez, recentemente, às obras de pavimentação da rodovia BR-419, obra importante que começou pela cidade de Rio Verde de Mato Grosso e deve terminar no entroncamento com a BR-262, em Aquidauana e Anastácio.  O deputado lembrou que essa obra é um antigo sonho de toda população pantaneira, rememorou sua luta para tirar o projeto do papel e assegurou que vai continuar vigilante para que os trabalhos não sejam interrompidos até que toda a rodovia esteja pavimentada.

A rodovia BR-419 corta a região Peri Pantaneira e vai ligar as regiões Norte e Oeste do Estado, representando uma economia significativa para quem sai de Coxim, por exemplo, com destino a Corumbá. Até então, obrigatoriamente quem vem do Oeste em direção ao Norte ou vice-versa precisa passar por Campo Grande.  “Essa rodovia será um importante corredor para escoamento de grãos rumo aos portos de Murtinho e Corumbá, para turistas que pretendem conhecer as atrações de Bonito e da Serra de Bodoquena, e as cidades de Aquidauana e Anastácio estarão no eixo dessa rota, portanto vão experimentar um novo impulso, uma nova fase de desenvolvimento, sobretudo quando se concretizar a interligação bioceânica”, disse.

O deputado relembrou sua luta pela pavimentação da BR-419, um sonho “que muitos não acreditavam, diziam que era ilusão, apenas promessas”. “Meus primeiros pronunciamentos nesta tribuna foram em defesa da pavimentação da BR-419, isso em 2011. Eu já dizia, na época, que essa obra seria a redenção econômica de todo Sudoeste. E mais do que nunca, e agora com a integração ao corredor bioceânico que vai ligar o Brasil ao Chile, passando por Paraguai e Argentina, essa realidade se materializa”.

Felipe Orro salienta que a BR-419 “é extremamente importante” para as cidades de Aquidauana e Anastácio, o que justifica sua luta. “Ficamos muito felizes ao ver que a pavimentação já começou e prossegue em bom ritmo. Eu dou um recado aos incrédulos: esta rodovia está começando, ela vai sair, e o progresso vai chegar a toda região de Rio Verde, Rio Negro, Aquidauana e Anastácio”, afirmou.

O parlamentar disse que esteve recentemente com o superintendente regional do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito) e ouviu dele a garantia de que será licitado o próximo trecho, partindo de Aquidauana e Anastácio até a região do Taboco, cujas obras começam no início do ano que vem.

“O superintendente nos passou todo cronograma. O lote II será Aquidauana/Taboco, trecho que será iniciado em breve. Será um grande impulso econômico, que fomentará o turismo na margem do Alto Pantanal. Muitos homens públicos lutaram pelo asfaltamento da BR-419 e, hoje, comemoramos a realização desse antigo sonho”, afirmou.

Do microfone de apartes, o também deputado estadual Capitão Contar ressaltou a importância em asfaltar estradas que interligam as regiões do Estado, atraindo turistas e viabilizando o escoamento da produção rural. Já o deputado Cabo Almi (PT) aproveitou para criticar a paralisação de algumas obras, enquanto o deputado Gerson Claro (PP) atribuiu a culpa das paralisações à crise econômica enfrentada pelo governo.

DNIT

Em abril deste ano, Felipe Orro esteve em audiência com o superintendente do Dnit na época, Antônio Carlos Nogueira, que assegurou ao deputado à frente de pavimentação da BR-419. Na época, o superintendente disse que a expectativa era pavimentar os primeiros 15 quilômetros da rodovia até o fim de 2019 e garantiu que os 37 quilômetros restantes do primeiro lote serão entregues até o segundo semestre de 2020.

Ao todo, a pavimentação dos 220 quilômetros da BR-419 foi orçada em R$ 600 milhões, sendo que parte destes recursos será através de emendas da bancada federal. A rodovia abre uma nova rota entre os municípios da região Norte que hoje são dependentes da BR-163 (Sonora, Pedro Gomes, Coxim, Rio Verde, São Gabriel do Oeste e Rio Negro) para seguir aos municípios da região sudoeste e do Pantanal. Os Lotes 2 e 3 serão licitados para definir a empresa que seguirá com os trabalhos.

As matérias no espaço destinado à Assessoria dos Parlamentares são de inteira responsabilidade dos gabinetes dos deputados.