Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

Campanhas institucionais promovem reflexões e ações de prevenção

Imagem: Em 2019 iniciativas fortaleceram campanhas institucionais na ALEMS
Em 2019 iniciativas fortaleceram campanhas institucionais na ALEMS
07/01/2020 - 08:04 Por: Aline Kraemer e Edilene Borges   Foto: Luciana Nassar

Anualmente, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) realiza iniciativas, seja apresentando projetos de lei, promovendo ações ou reacendendo debates que alertam e conscientizam para a importância de algum tema. As atividades integram as ações institucionais fortalecidas com veiculação dos materiais  na Intranet, nas mídias sociais, TV e Rádio da Casa de Leis.


Juiz Marcio Alexandre, presidente Paulo Corrêa e desembargador

João de Deus aliados pela prevenção de acidentes de trabalho

Você já deve ter observado que várias campanhas apresentam cores determinadas como forma de conscientização. Abaixo, estão elencadas algumas campanhas realizadas durante o último ano (2019) no Legislativo Estadual:

Visando à conscientização e a prática de ações relacionadas à saúde, à segurança e à prevenção de riscos no ambiente do trabalho, foi criado o Abril Verde, por meio da Lei 5.196/2018, do então deputado Junior Mochi. Em 2019, ato realizado no início de abril, na Assembleia Legislativa, marcou o lançamento desta campanha que ganhou iluminação verde no dispositivo das Bandeiras.

Para o presidente da ALEMS, deputado Paulo Corrêa (PSDB), a adesão ao movimento visa conscientizar empresários de que investimento em prevenção é a melhor forma de evitar mortes por acidentes de trabalho e maiores prejuízos aos empregadores. “Será que todos estão fazendo o que é possível para evitar os acidentes de trabalho? O mês de abril ficou reservado para isso, para pensar que vidas estarão sendo salvas se a gente conscientizar não só governo, mas também empresários de que investimento em prevenção ao acidente de trabalho é muito melhor do que o acidente que ceifa uma vida”, disse.


Deputado Herculano Borges palestrou em escola reforçando

ações da ALEMS no Maio Laranja

Maio Laranja é a campanha destinada às atividades de conscientização, prevenção e orientação para combate ao abuso e exploração sexual da criança e do adolescente. Instituída pela Lei 5.118/17, do deputado Herculano Borges (Solidariedade), ações foram realizadas no Estado por meio de audiências, palestras e entrevistas para veículos de comunicação.

Em junho, há a campanha de Combate à Violência contra o Idoso, representada pela cor prata, que remete ao grisalho dos cabelos das pessoas da terceira idade. Destinada a sensibilizar e envolver a população no combate à violência contra as pessoas com 60 anos ou mais, foi criada pela Lei 5.215/18, do deputado Renato Câmara (MDB). Junho Prata contou com lançamento da campanha e seminário estadual, proporcionando reflexão e debate sobre as várias faces da violência contra os idosos.


Poder Legislativo realizou audiências públicas e reuniões

que visam à garantia de direitos a mulheres 

Campanha Agosto Lilás, instituída pela Lei 4.969/16, do deputado Professor Rinaldo (PSDB), é realizada em alusão à data de sanção da Lei Maria da Penha com proposta de sensibilizar a sociedade sobre a violência doméstica e familiar contra a mulher. Na ALEMS, projetos de lei foram apresentados e debates na tribuna enfatizaram o tema.

Há, ainda, o Agosto Dourado, que é a campanha de conscientização e esclarecimento sobre a importância do aleitamento materno. Conforme a Lei 4.728/15, da ex-deputada Antonieta Amorim, entre os dias 1º e 8 de agosto é celebrada no Mato Grosso do Sul a Semana Estadual da Amamentação.

Agosto Verde foi instituído no Mato Grosso do Sul pela Lei 5.088/17, dos ex deputados Dr. Paulo Siufi e George Takimoto, e atuais deputados Paulo Corrêa (PSDB) e Pedro Kemp (PT). A proposta é a realização de ações preventivas à integridade da pessoa, visando combater e prevenir depressão, prostração ou desânimo e outras doenças mentais. E agosto recebeu mais uma campanha. De autoria do deputado Marçal Filho (PSDB), foi criada a Lei 5.431/19 que institui o Agosto Cinza como o mês de conscientização do cidadão no combate aos incêndios e queimadas no Estado de Mato Grosso do Sul. A partir do próximo ano, poderão ser desenvolvidas ações para a conscientização da população a combater e prevenir os focos de incêndio e queimadas provocadas em zonas urbanas e rurais.


As ações institucionais foram fortalecidas com veiculação

dos materiais nas mídias sociais 

Em setembro, com a cor amarela, há a campanha Prevenção ao Suicídio, instituída pela Lei 4.777/15, da então deputada estadual Mara Caseiro, para informar e sensibilizar a sociedade que o grave problema de saúde pública pode ser prevenido. Na ALEMS, por diversas ocasiões, parlamentares utilizaram a tribuna durante sessões plenárias declarando preocupação com as elevadas estatísticas de suicídio. Audiência pública e atividades voltadas aos servidores, com o intuito de melhorar a qualidade de vida, foram realizadas. Inclusive, a preocupação com questões relativas à saúde mental, fez a Escola do Legislativo criar o projeto Apoio Legal, onde os servidores recebem auxílio psicológico.

Por meio da Lei 5.395/19, do deputado Marçal Filho (PSDB), fica instituída, no Estado de Mato Grosso do Sul, a Campanha Permanente de Informação, Prevenção e Combate à Depressão. O objetivo é informar a população sobre causas, sintomas, meios de prevenção e de tratamentos da depressão, por meio de ações educativas e informativas.

Ainda em setembro, os deputados estaduais da 11ª Legislatura assinaram o Protocolo de Intenções por uma Assembleia mais Sustentável, na qual estão integradas as Campanhas Energia Limpa, Papel Zero e Chega de Plástico na ALEMS. Estão estabelecidos no documento consumo sustentável dos recursos naturais, eliminação do desperdício e uso de materiais recicláveis.

“A conservação ambiental sempre foi uma preocupação dos deputados. Queremos desenvolver o estado, industrializar, gerar emprego e renda, mas para isso precisamos ter responsabilidade ambiental. Para incentivar essas ações, resolvemos assinar esse protocolo de intenções, que contém metas como a redução do uso de papel e plástico e a geração de energia limpa”, comentou o deputado Paulo Corrêa.


Campanhas são fortalecidas com publicações na Intranet, mídias

sociais, TV e Rádio da ALEMS

Conhecidas mundialmente, as campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul remetem aos cuidados com as saúdes da mulher e do homem. Outubro Rosa é a campanha dedicada especialmente às mulheres, para maior conscientização sobre a importância de diagnosticar de forma precoce o câncer de mama e de colo de útero. No Estado, Outubro Rosa foi instituída pela Lei 4.541/2014, de autoria do 1º secretário, Zé Teixeira (DEM), e das então deputadas Mara Caseiro e Dione Hashioka. No dia 23 de outubro, na ALEMS, foram disponibilizados exames de mamografia e de prevenção ao câncer do colo do útero para servidoras. Os atendimentos foram feitos em parceria com a Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems) e a Escola do Legislativo também abordou o assunto em palestras. Os servidores da Casa de Leis participaram, ainda, da campanha “Doe Lenços”, onde foram arrecadados lenços para doação à Rede Feminina de Combate ao Câncer, iniciativa sugerida pela União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) às Casas Legislativas.

Mãe e filha unidas contra a doença


Enfermeira e servidora da ALEMS, Marcela Horta, foi

diagnosticada com câncer em 2016 

A enfermeira e servidora da ALEMS, Marcela Horta, é um exemplo da dor que acompanha o diagnóstico, mas também da luta no enfrentamento a doença. Ela acompanhou o tratamento da mãe, diagnosticada com câncer de mama em 2015 e, um ano depois, viu a dor ser intensificada.

“Como não tínhamos históricos na família não imaginava que após conviver com a doença da minha mãe, eu seria diagnosticada. Levei um susto quando o médico informou e a minha mãe, que estava ao meu lado na consulta, ficou muito abalada. Naquele momento, pensei o quanto eu precisava reunir forças para apoiá-la e começar o meu tratamento”, explica Marcela, que atua na Sala Médica da ALEMS.

Marcela percebeu um caroço na mama esquerda, durante um exame rotineiro de toque. “Com as mãos elevadas à cabeça, fiz a palpação e detectei um caroço, mas achei que poderia ser a glândula mamária inflamada. Como minha mãe estava passando pelo tratamento, entendo que o risco é maior para parentes de primeiro grau, como é o meu caso. Foi então que procurei ajuda médica e, após consultas e exames, recebi o diagnóstico do câncer de mama classificação BI-RADS 3, o mesmo da minha mãe”, lembra Marcela.

No caso dela, a biópsia apontou que o câncer de mama era benigno e que, por apresentar tamanho pequeno, os médicos informaram que seria possível retirar o tumor. “Passei pelo procedimento cirúrgico e foram retirados ¼ das duas mamas. De 22 linfonódulos removidos, nenhum foi considerado maligno. Como foi realizado o esvaziamento linfático, as minhas mamas foram reconstituídas na mesma hora”, conta.


Casa de Leis também promoveu campanha de arrecadação

de lenços no Outubro Rosa

Por atuar na área da saúde, a servidora acredita que foi mais difícil lidar com essa situação. “Estudei, conheço o passo a passo e o que pode acontecer após o diagnóstico. Além disso, operei sem minha mãe saber para não abalar ainda mais sua saúde, pois além de ser hipertensa e apresentar alteração da diabetes, ficava nervosa com as nossas condições de saúde. Chorei muito escondida para não passar a ela nenhum tipo de desconforto. Após a operação, fiquei em repouso e percebi que perdi um pouco do movimento da mão esquerda, pois formigava bastante. Foram momentos difíceis, mas com fisioterapia e apoio da família, consegui me restabelecer”, pontua Marcela.

Diante da experiência de acompanhar a mãe em seu tratamento agressivo e de também enfrentar a doença, Marcela aprendeu a lidar com o sofrimento e hoje mostra que é possível se fortalecer após um período de turbulência. Ela sugere às mulheres que cuidem de sua saúde. “A mulher precisa entender a importância do exame do toque ser realizado com freqüência e observar qualquer alteração nos seios. Hoje, temos muito mais acesso às informações e precisamos nos prevenir por meio exames periódicos, como mamografia e ultrassom”, enfatiza Marcela Horta.

Sua mãe, Dona Maria Dorotéia, diagnosticada aos 61 anos, passou por inúmeros exames, sessões de quimio e radioterapia, e, após o procedimento cirúrgico de retirada de parte da mama direita, está no quarto ano de manutenção.

“Ela está curada, mas precisa passar pelo processo de tratamento ou manutenção até o ano que vem para então receber alta”, relata a servidora. Marcela Horta tem 38 anos, é casada e tem uma filha adolescente. Começou a trabalhar na ALEMS há 17 anos como técnica de enfermagem estagiária.

Saúde do homem


Servidores assistiram à palestra sobre os tipos

de doenças na próstata

Novembro Azul promove conscientização e a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças relacionadas à população masculina. A ALEMS instituiu o mês por meio da Lei nº 4.636/14 de autoria do deputado Zé Teixeira (DEM) e do ex-deputado Marquinhos Trad. O Programa Sextou apresentou aos servidores temáticas relacionadas à campanha.

Na oportunidade, o médico especialista em Urologia, Jamal Mohamed Salem, mostrou dados da Organização Mundial da Saúde e explicou os tipos de doenças na próstata, recomendando aos servidores: “Os exames para o diagnóstico são indolores, não vão diminuir sua virilidade ou alterar seu desejo sexual, temos que eliminar esses tabus e se cuidar”.

Outras Ações

Novembro foi instituído, ainda, como o Mês de Enfrentamento à Tríplice Epidemia: Dengue, Zika e Chikungunya, por meio da Lei n° 5.370/19 de autoria do deputado Renato Câmara (MDB). A proposta é conscientizar a sociedade sobre os riscos oferecidos pelo Aedes aegypt e destacar a importância da participação popular na prevenção da proliferação das referidas doenças. No dia 12 de novembro, a Frente Parlamentar que leva o mesmo nome realizou reunião onde foi apresentada a campanha institucional da Casa de Leis e discutidas iniciativas de enfrentamento a doença.


Com sentimento de solidariedade, servidores doaram

brinquedos para campanha

Já em dezembro, em mais uma campanha, os servidores da ALEMS demonstraram solidariedade com a arrecadação de 450 brinquedos para a campanha Compartilhe o Natal, iniciativa do Ministério Público Estadual (MPMS). Por meio das parcerias, a ação presenteia crianças e adolescentes com deficiência e em situação de vulnerabilidade, oriundos de abrigos assistenciais do Estado.

“Nossa missão vai além da criação de leis. Neste ano de 2019 realizamos diversas ações voltas à conscientização. Muitas dessas campanhas foram oficializadas por leis e nosso compromisso é sempre lembrar a população da importância de estarem atentos a temas como prevenção de doenças, prevenção de acidentes, conservação ambiental, respeito aos direitos das mulheres, crianças, idosos e pessoas com necessidades especiais, entre muitos outros assuntos”, finalizou o presidente da Casa de Leis, deputado Paulo Corrêa.

* Colaboraram Luís Gustavo Del Pino, Luciana Nassar e Wagner Guimarães. 

Permitida a reprodução do texto, desde que contenha a assinatura Agência ALEMS.
Crédito obrigatório para as fotografias, no formato Nome do fotógrafo/ALEMS.