Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

Felipe faz apelo para que Energisa e Sanesul não suspendam serviços por 60 dias

Imagem:
19/03/2020 - 15:55 Por: João Prestes   Foto: Thiago Gonçalves

O deputado estadual Felipe Orro (PSDB) encaminhou ofício ao governador Reinaldo Azambuja, na manhã desta quinta-feira (19), pedindo que interfira junto à Sanesul e oficie a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), bem como a Energisa, a fim de que suspendam o corte do fornecimento de água e energia pelo período de 60 dias. A medida se justifica em virtude da pandemia Covid-19 que tem imposto severo comportamento à população, impedindo muitos de saírem de casa para trabalhar ou mesmo ir até uma agência bancária para quitar as contas, sem que com isso se exponham ao risco de contagio.

“Em âmbito municipal o prefeito Marquinhos Trad já suspendeu o corte de água em Campo Grande. Tenho certeza que o governador vai determinar à Sanesul para que faça o mesmo. Ninguém está estimulando o calote, claro que as pessoas que cumprem fielmente com suas obrigações vão continuar pagando regularmente as contas. E as empresas podem fazer contato e cobrar se houver atraso. O que estamos pedindo é para que não se suspenda o fornecimento, mesmo havendo atraso no pagamento. Porque água e luz são bens básicos, as pessoas não podem ficar sem, principalmente num momento como esse”.

Felipe Orro é presidente da Comissão de Defesa do Consumidor na Assembleia Legislativa e também preside a CPI da Energisa, que apura possíveis irregularidades no cálculo de consumo de energia no Estado, o que levou milhares de contribuintes a registrar reclamações contra a empresa em órgãos de defesa do consumidor.

No ofício ao governador, o deputado escreve: “Seja oficiada à empresa SANESUL a suspensão do POSSÍVEL corte do fornecimento água por inadimplência, pelo período de 60 dias, até que se normalize as atividades funcionais e comerciais em função da redução da pandemia do COVID-19.;

Seja oficiado à ANEEL, como medida de urgência para que no mesmo sentido, determine à empresa concessionária de Energia Elétrica no Mato Grosso do Sul – ENERGISA, suspenda o POSSÍVEL corte do fornecimento de energia elétrica, também, pelo período de 60 (dias), até que se normalize as atividades funcionais e comerciais em função da redução da PANDEMIA DO COVID-19.”

O ofício foi protocolizado na manhã desta quinta-feira (19) na Governadoria e deve chegar às mãos do governador ainda hoje.

 

As matérias no espaço destinado à Assessoria dos Parlamentares são de inteira responsabilidade dos gabinetes dos deputados.