Danças que remetam à erotização poderão ser proibidas em escolas do Estado


 A realização de danças em eventos e manifestações culturais cujas coreografias “sejam obscenas, pornográficas ou exponham crianças e adolescentes à erotização precoce” poderão ser proibidas nas escolas de Mato Grosso do Sul. A proposta é de autoria do deputado Capitão Contar, do PSL.

Download
Locução e Produção: Carolina Assis - Edição: Antonio Paes em 10/09/2019 16:42:00