Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

Professor Rinaldo repercute ampliação de verba federal para saúde pública

Imagem: Professor Rinaldo informou que as Unidades Básicas de Saúde devem ampliar o horário de atendimento
Professor Rinaldo informou que as Unidades Básicas de Saúde devem ampliar o horário de atendimento
10/04/2019 - 11:21 Por: Heloíse Gimenes   Foto: Luciana Nassar

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou que as Unidades Básicas de Saúde deverão aumentar o horário de atendimento à população e os recursos federais poderão ser ampliados. Na sessão desta quarta-feira (10), o deputado estadual Professor Rinaldo (PSDB) usou a tribuna para repercutir o assunto. Ele sugeriu aos membros da Comissão Permanente de Saúde o acompanhamento das ações divulgadas.

De acordo com o ministro, as unidades poderão funcionar 60 horas ou até 75 horas por semana. De R$ 21,3 mil para custeio de até três equipes de saúde da família, poderão receber cerca de R$ 44,2 mil com a carga horária de 60 horas semanais. Caso ofereçam atendimento em saúde bucal, o repasse passará de R$ 25,8 mil para R$ 57,6 mil.

Na opção 75 horas semanais, as unidades receberão 121% a mais, um valor aproximado de R$ 109,3 mil. A medida prevê que a população tenha acesso aos serviços básicos, como consultas médicas e odontológicas, coleta de exames laboratoriais, testes de rastreamento para ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis), recém-nascidos e gestantes, aplicação de vacinas, consultas pré-natal, entre outros procedimentos, durante os três turnos.  

“As Unidades Básicas de Saúde deverão funcionar sem intervalo de almoço, de segunda a sexta, podendo complementar as horas aos sábados ou domingos. Essa medida é extremamente importante, uma vez que 85% dos problemas de saúde da população podem ser resolvidos na Atenção Primária”, destacou.

Em aparte, o presidente da Comissão Permanente de Saúde, deputado Antônio Vaz (PRB), ressaltou que as ações irão desafogar o fluxo das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e as emergências dos hospitais.

Permitida a reprodução , desde que contenha a assinatura "Agência ALMS".
Crédito obrigatório para as fotografias, no formato "Nome do fotógrafo/ALMS".