Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

Marçal diz que redução do pedágio da BR-163 é conquista da população

Imagem:
29/11/2019 - 10:29 Por: Flávio Verão   Foto: Gildo Tavares

O deputado estadual Marçal Filho (PSDB) comemorou decisão da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que atende pedido da população sul-mato-grossense e reduziu o valor cobrado do pedágio da BR-163, em 53,94%. A nova tarifa, com o desconto, será cobrada pela CCR MSVia a partir deste sábado, dia 30 de novembro.

No estado são nove praças de pedágio espalhadas de norte a sul. "Diante das constantes divergências entre a própria agência e a empresa CCR MSVia, que deixou de cumprir parte do contrato, como a duplicação da rodovia, nada mais justo que o valor do pedágio tivesse essa redução", avalia o parlamentar.

A BR-163 está no centro de uma discussão entre o governo federal e a CCR, que deixou de duplicar a via há dois anos. Por causa da paralisação das obras, o deputado travava uma luta para que a ANTT tomasse medidas em prol dos usuários da rodovia. Desde quando assumiu o mandato de deputado estadual, no início deste ano, o deputado realizou inúmeras manifestações na Assembleia Legislativa.

Marçal lembra que a empresa descumpriu uma série de medidas, deixando de implantar viadutos, passarelas e de realizar estudos técnicos para melhorias no trânsito onde a rodovia passa por áreas urbanas. O deputado se reuniu por várias vezes com a diretoria da CCR reivindicando, por exemplo, estudo de viabilidade para construção de viaduto na região do bairro Guaicurus em Dourados.

Como não teve resposta positiva nestes encontros, coube ao governador Reinaldo Azambuja assumir à frente dos trabalhos, pois a MS-156 faz entroncamento com a rodovia federal. "Vamos lutar para que a CCR mantenha os trabalhos essenciais, como manutenção da pista e o atendimento médico e mecânico aos usuários”, diz Marçal Filho.

O governo federal declarou intenção de suspender a concessão com a concessionária e abrir uma nova licitação. O atual contrato consiste trecho de 847,2 quilômetros de extensão, da fronteira de Mato Grosso à divisa com o Paraná, passando por 20 municípios de Mato Grosso do Sul.

As matérias no espaço destinado à Assessoria dos Parlamentares são de inteira responsabilidade dos gabinetes dos deputados.