Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul
ALEMS no combate ao Coronavírus

Leia conclusão da CPI do Leite

04/09/2002 - 17:57 Por: Assessoria de Imprensa/ALMS   

<P>Consta no Relatório final da CPI do Leite entregue ontem ao presidente da Assembléia Legislativa, deputado Ary Rigo (PDT): </P><P><U>Resultados e Conclusões</U></P><P><STRONG>I</STRONG> - </SPAN><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt">Assegurar a qualidade do leite consumido pela população, através da implantação de um Centro Tecnológico do leite e de Laboratório para Análises Físico-Química do Leite.<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" /><o:p></o:p></SPAN></P><P><STRONG>II</STRONG> - Para combater a questão do “dumping”: criação de barreira tributária o leite que vem de fora e/ ou instituição de incentivo fiscal para o leite&nbsp;produzido e comercializado em Mato Grosso do Sul (adoção de alíquota diferenciada).<o:p></o:p></SPAN></P><P><P><STRONG>III</STRONG> - Realização de ampla campanha de esclarecimento e divulgação à comunidade, sobre a qualidade do leite pasteurizado (Tipo C).<o:p></o:p></SPAN></P><P><P><STRONG>IV</STRONG> - Estabelecimento&nbsp;de uma política nacional de preço mínimo do leite.</P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt"><STRONG>V</STRONG> - Implantação de um&nbsp;Laticínio Comunitário, para pasteurizar o leite “in natura”, que atualmente é a vendido nas ruas, em canecas e garrafas.<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt">&nbsp;<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt"><STRONG>VI</STRONG> - Articulação das Bacias Leiteiras para a implantação do “Fórum de Gestão das Bacias Leiteiras”, que discutirá desde processo produtivo até a comercialização do leite. <o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt">&nbsp;<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt"><STRONG>VII</STRONG> - Extensão e ampliação de linha de crédito facilitada para todos os produtores, objetivando a aquisição de resfriadores, reforma de pastagens, melhoramento genético, plantio de milho e sorgo para encilagem para nutrição de vacas em lactação na época da seca, implantação, adubação e/ ou reforma de capineiras para alimentação do gado em época da seca; instalação e aquisição de equipamentos e construção de barracão para ordenha mecânica, inclusive, em sendo possível, com recursos advindos do Fundo de Investimento Social – FIS, do Governo do Estado; Fundo Constitucional do Centro Oeste – FCO ou Financiamento Nacional de Máquinas e Equipamentos – FINAME (BNDES), com gestão da SEPRODE no sentido de viabilizar em nível federal estes financiamentos.<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt">&nbsp;<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt"><STRONG>VIII</STRONG> - Política de favorecimento aos produtores da marca “PROVE PANTANAL”, principalmente aqueles produzidos nos assentamentos.<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt">&nbsp;<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt"><STRONG>IX </STRONG>- Aferição dos resfriadores e réguas para medição do leite em latões, pelo INMETRO.<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt">&nbsp;<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt"><STRONG>X</STRONG> - Inclusão do leite tipo C na merenda escolar das escolas estaduais e municipais.<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt">&nbsp;<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt"><STRONG>XI</STRONG> - Elaboração do Programa, pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul para concessão de incentivos fiscais para a instalação de indústrias de leite UHT e de leite em pó. <o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt">&nbsp;<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt"><STRONG>XII</STRONG> - Adoção de incentivos fiscais para favorecer a produção de leite do Estado de Mato Grosso do Sul e instituição de barreiras tributárias, para coibir a entrada de leite de outros estados, no mercado, para coibir prática do “dumping”.<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt">&nbsp;<o:p></o:p></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt"><STRONG>RESULTADOS GERADOS PELA CPI DO LEITE<o:p></o:p></STRONG></SPAN></P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt"></SPAN>&nbsp;</P><P class=MsoNormal style="MARGIN: 0cm 0cm 0pt"><SPAN style="mso-bidi-font-size: 10.0pt"></SPAN><STRONG>I - </STRONG>A efetivação de um Convênio com a Uniderp, Procon, Sindicato Rural de Campo Grande, Inmetro, UFMS, Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria de Estado de Saúde, IAGRO/ADAV, Associação dos Supermercadistas do Mato Grosso do Sul<SPAN style="mso-spacerun: yes">&nbsp; </SPAN>- AMAS, Sindicato dos Proprietários de Laticínios de Mato Grosso do Sul, e Delegacia Federal de Agricultura e Abastecimento que culminou com a apresentação de um Relatório de “Avaliação da Qualidade do Leite tipo C, através de análises físico-químicas e microbiológicas do leite”;</SPAN></P><P><STRONG>II -</STRONG> Inclusão do leite tipo C (barriga mole) no Programa Segurança Alimentar do Governo do Estado, cujo volume inicial de leite fornecido às famílias carentes é de 180.000 litros por mês, com meta a ser atingida em dezembro de 2002, de volume final previsto para o fortalecimento de leite é de 1.000.000 litros por mês. </SPAN></P><P><STRONG>III </STRONG>- Adoção de um contrato formal entre produtores de laticínios;</SPAN></P><P><STRONG>IV -</STRONG> A inclusão do leite tipo C na merenda escolar das escolas estaduais;</SPAN></P><P><STRONG>V -</STRONG> Assinatura de Termo de Compromisso da CPI com a Associação dos Municípios&nbsp;de Mato Grosso do Sul - Assomasul, para a inclusão do leite tipo C na merenda escolar de todos os municípios do estado, com garantia de preço mínimo ao produtor de R$ 0,30/litro e aos laticínios, de R$ 0,35/litro.</P>
Permitida a reprodução do texto, desde que contenha a assinatura Agência ALEMS.