ALEMS no combate ao Coronavírus

Exposição traz um pouco do Japão para a Assembleia Legislativa

Imagem: Produtos integram exposição alusiva aos 100 anos da imigração japonesa em Campo Grande.
Produtos integram exposição alusiva aos 100 anos da imigração japonesa em Campo Grande.
17/06/2014 - 10:53 Por: Paulo Fernandes    Foto: Giuliano Lopes

Os doces manju, dorayaki (tipo de panqueca recheada) e ankô (de feijão); Maneki Neko (o gato da sorte); e a massoterapia são algumas das opções expostas no saguão da Assembleia Legislativa em comemoração aos 100 anos de Imigração Japonesa em Campo Grande.

A população tem até amanhã para aproveitar a exposição, proposta pela 2ª vice-presidente da Casa de Leis, deputada Dione Hashioka (PSDB).

São vários doces a R$ 5,00 e R$ 8,00, segundo a comerciante Sueli Kiomi Gonda Shinazato.

O japonês Arthur Harasaki, que se mudou para Mato Grosso do Sul aos 8 anos, oferece uma grande variedade de produtos orientais, como o Gato da Sorte.

Segundo a antiga lenda japonesa, uma idosa, dona de uma pequena estalagem, possuía um gato que nas manhãs se espreguiçava na frente do local. Para os viajantes, o ato de limpar os olhos com as patas significava e soava como um aceno e convite para que eles entrassem na loja.

No Maneki Neko, a patinha esquerda levantada chama por fortuna, enquanto a da direita por saúde, amor e felicidade.

Este é só um dos produtos que Arthur Harasaki expõe no saguão. São muitas opções de presentes e decorações com valores de R$ 5,00 a R$ 498,00. “Esta exposição é uma importante divulgação da cultura oriental”, opina Harasaki.

Cláudia Higa Simões vende produtos de crochê que ela mesma faz. Tem de tudo: chaveirinho, sapatinho para bebê, bolsinha, porta-fralda, porta-jóia e porta-pão, entre outros. Os valores dos produtos vão de R$ 20,00 a R$ 140,00.

Ela também não mede elogios ao falar sobre a exposição cultural. “É uma oportunidade superimportante para nós”, diz Cláudia, que tem uma loja de aviamento e artesanato no centro de Campo Grande.
Permitida a reprodução do texto, desde que contenha a assinatura Agência ALEMS.
Crédito obrigatório para as fotografias, no formato Nome do fotógrafo/ALEMS.