Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

Dep. Neno Razuk sugere manejo sustentável do jacaré como alternativa à Cota Zero

Imagem:
20/02/2019 - 12:45 Por: Assessoria   Foto: Victor Chileno - Agência AL/MS

“É importante discutirmos o manejo sustentável do jacaré como uma das alternativas para evitar a escassez de peixes nos nossos rios”, declarou o deputado estadual Neno Razuk ao abordar a proposta do governo do Estado, chamada de Cota Zero para os pescadores amadores. Ao utilizar a tribuna em sessão desta quarta-feira (20), ele apontou a necessidade de se atentar ao que acontece naturalmente nos rios do estado e propôs a realização de audiência pública para aprofundar o tema.

Há estudos realizados no Pantanal de Mato Grosso que apontam a existência de uma superpopulação de jacarés, algo em torno de 30 milhões, cada indivíduo consome cerca de 3 quilos de peixe diariamente, o que já ilustra a quantidade de exemplares necessários para sustentar cada jacaré. O deputado mencionou reportagem sobre o quantitativo de peixes retirados dos rios pelos pescadores amadores, do ano 2000 a 2016 foram 4.372 toneladas.

“Inclusive espécies de pássaros sofrem por conta da falta de peixes. É preciso focar a atenção também a esse manejo sustentável, pois, o jacaré adulto não tem predador natural”.

Além disso, o manejo sustentável do jacaré também pode proporcionar uma rede de trabalho em torno de atividade, envolvendo empresas de diferentes portes, além da população ribeirinha, com possibilidade de injeção de ate R$ 1 bilhão anualmente.

Na avaliação do deputado, o tema precisa ser debatido exaustivamente, de forma a encontrar soluções que desenvolvam o Estado e preservem as espécies sem comprometer o turismo da pesca e envolvendo também as comunidades ribeirinhas. A data para realização da audiência pública proposta ainda será definida.

As matérias no espaço destinado à Assessoria dos Parlamentares são de inteira responsabilidade dos gabinetes dos deputados.
20/02/2019 - Sessão Plenária
Banco de Imagens