Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

João Henrique dá voz ao povo em audiência pública na Câmara Municipal

Imagem: O jovem parlamentar destaca a importância da união dos legisladores
O jovem parlamentar destaca a importância da união dos legisladores
21/02/2019 - 09:24 Por: Juliana Barros e Marinez Benjamin | assessoras de comunicação – comunicacao.djh@al.ms.gov.br   Foto: Izaias Medeiros

O deputado estadual João Henrique Catan (PR), o mais jovem parlamentar a ocupar hoje uma cadeira na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, esteve presente em uma audiência pública realizada na Câmara Municipal dos Vereadores de Campo Grande, nesta quarta-feira (20), no Plenário Oliva Enciso, para debater, de forma conjunta e inédita, os aumentos tarifários expressivos nas contas de energia elétrica da população do Estado.

Na oportunidade estiveram presentes vereadores de diversos municípios de MS, deputados estaduais, representantes de diversas entidades, da comunidade e representantes da empresa concessionária de energia elétrica do nosso Estado, a Energisa.

Na ocasião o parlamentar foi ovacionado pelos presentes ao abrir mão do seu tempo de fala para atender o apelo de um representante do interior. “Em nome da democracia, para fomentar a participação popular e o amplo debate e o respeito ao princípio do contraditório, eu cedi meu tempo na integralidade para que o cidadão pudesse se manifestar em meu lugar. Nosso trabalho é dar voz ao Povo e esse sempre será o objetivo principal do nosso mandato”, afirmou.

João Henrique permaneceu na Câmara dos Vereadores até o fim da tarde, acompanhando os pronunciamentos feitos por vereadores vindos de diversos municípios do interior do Estado, ouvindo atentamente todas as suas reivindicações. Perto do encerramento, foi convidado pela mesa diretora da Casa a se pronunciar, mesmo tendo cedido a sua vez anteriormente.

Começou falando da importância da união entre legisladores, entre vereadores e deputados, em prol de um bem maior: alcançar mudanças significativas para o Povo que os elegeu. “Os deputados estão aqui para fortalecer a atuação dos vereadores, que têm por sua atribuição constitucional uma proximidade maior com o povo, com a população menos favorecida que sofre com toda essa situação. É chegada a hora de colocar o dedo na ferida e tentarmos, juntos, estancar a sangria, eliminar esse fardo que recai sobre a população, com excessiva e pesada fatura”, destacou João.

O parlamentar disse ainda que esse fato inédito, essa união de vereadores e deputados, pelo fortalecimento da população, é uma forma exemplar de se fazer política, dando voz aos cidadãos. “Recordo-me aqui dos movimentos de rua que participei, especialmente a revolta dos 20 centavos, conhecida como Movimento do Passe Livre, aqui em Campo Grande, que conseguiu mobilizar milhares de pessoas e que marchou pela redução do aumento da tarifa de transporte público em diversos estados brasileiros e ao término de alguns dias de protestos almejamos o que queríamos, ganhando as ruas de todo o país”, complementou.

João Henrique citou ainda a impossibilidade de cobranças baseadas nos fatores naturais. “A população não pode ser cobrada por variações naturais, o maior responsável é o tempo? Penso eu que poderemos instituir então uma tarifa de verão e formar uma força-tarefa conjunta para levar esse questinamento adiante, apresentando soluções efetivas para a população sul-mato-grossense”, afirmou.

O deputado finalizou seu discurso falando sobre o uso de drones para fiscalizar e multar a população, medida adotada recentemente pelo poder público em Campo Grande, e questionou: “Para fiscalizar e aplicar multas eles servem, mas ninguém vê um drone nos postos de saúde, ou mesmo filmando o sorteio secreto de distribuição de unidades populares ou sobrevoando as nossas casas para devolver o dinheiro de cobrança indevida e abusiva. Isso precisa mudar e nós temos que nos unir para que os cidadãos de bem paguem de pagar a conta”.

As matérias no espaço destinado à Assessoria dos Parlamentares são de inteira responsabilidade dos gabinetes dos deputados.