Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul Brasão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

Mobilização busca aumento de incentivo para uso do GNV em veículos do MS

Imagem: Gerson Claro em reunião com Lucas e Rudel sobre o GNV veicular
Gerson Claro em reunião com Lucas e Rudel sobre o GNV veicular
10/02/2020 - 15:39 Por: Fernanda Fortuna   Foto: Carlos Godoy

Deputados estaduais, motoristas de aplicativo e entidades vão se reunir nesta terça-feira (11) para discutir a possibilidade de aumento dos incentivos para conversão de veículos a gás natural veicular (GNV). A mobilização acontece a partir das 19h30, no La Riviera Buffet, em Campo Grande.

Os deputados Gerson Claro (PP) e Lucas de Lima (Solidariedade),  que também participarão da reunião, são autores da proposta que prevê a criação de um programa de incentivos com isenção tributária e concessão de benefícios àqueles que adquirem ou fazem a conversão de seus veículos para o gás natural. 

Gerson já discutiu o assunto com o presidente da MSGás (Companhia de Gás de Mato Grosso do Sul), Rudel Trindade, e com técnicos da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda). O próximo passo é uma reunião com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para conversar sobre a concessão dos benefícios.

De acordo com o parlamentar, o programa de incentivos pode beneficiar o próprio Governo, na conversão de viaturas e veículos oficiais, empresas privadas, que podem garantir economia em suas frotas, além de taxistas e motoristas de aplicativos para transporte de passageiros.

Entre os benefícios previstos no programa, estão o desconto de até 70% no IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), isenção na taxa anual de vistoria no Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e na emissão do CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo).

“Também queremos trabalhar para garantir desconto na instalação dos kits nas empresas credenciadas, além de reduzir, em pelo menos 50%, a taxa da vistoria realizada pelo Inmetro”, afirmou Gerson Claro.

Pesquisas mostram que a economia com importação de petróleo no aumento do uso de GNV pode chegar a R$ 7 bilhões. Além disso, os atuais kits com os cilindros de gás veicular garantem boa performance do motor, economia com combustível e controle na emissão de gases.

“É seguro, econômico, e protege o meio ambiente. Investir em mais veículos movidos a gás natural é investir em saúde", frisou.

Kléber Rocha da Silva, motorista de aplicativo e um dos organizadores da reunião pró-GNV, explicou que a mobilização também busca a redução do ICMS do Gás, de 15% para 10%.

“Do jeito que está, acaba sendo inviável para quem utiliza o gás. As taxas e impostos são muito altos. A gasolina está cara, e o GNV seria um modo de aumentar um pouco o nosso lucro, além de ser uma fonte de energia limpa e mais segura”, disse.

Ele lembrou ainda que outros estados como Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Alagoas, Paraíba, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Bahia, já concedem descontos acima de 50% no IPVA ou até isenção para quem utiliza esse tipo de combustível.

As matérias no espaço destinado à Assessoria dos Parlamentares são de inteira responsabilidade dos gabinetes dos deputados.